Blog

Como transformar a Instituição Bancária em um Parceiro Estratégico?

Como transformar a Instituição Bancária em um Parceiro Estratégico?

Você sabia que uma crise financeira também pode ser muito positiva? Sim, é justamente nos períodos de crise que os empresários de sucesso desenvolvem outras formas de fazer negócios, pois são muitas decisões a tomar, compromissos que precisam ser honrados e, na falta de recursos financeiros, novas ideias precisam emergir. Assim, a criatividade é colocada à prova e aquele que antes era visto como um terrível ou forte concorrente, pode ser hoje, um parceiro estratégico para alavancar os negócios. Sim, um parceiro estratégico. Mas, o que seria essa parceria?

Parceria estratégica, pode ser entendida como a união de empresas, profissionais liberais e pessoas físicas que se unem para aumentar a visibilidade de seus negócios e, consequentemente, obter resultados.

Os parceiros estratégicos podem ser clientes que, se bem atendidos, serão fiéis e indicaram novos clientes, podem ser os fornecedores que são os que garantem que os produtos terão a qualidade necessária e que serão entregues no tempo. Ter um mal fornecedor é prejudicial à imagem das empresas.  Sócios também são parceiros estratégicos, pois os que não partilham da mesma visão são os grandes responsáveis por comprometerem o sucesso e crescimento da empresa, muitas vezes até contribuindo para a sua extinção. Funcionários satisfeitos e felizes também são parceiros estratégicos, pois garantem a boa imagem da empresa no mercado e, principalmente, para que atendam bem os clientes. Estes são apenas alguns exemplos de parceiros estratégicos. Porém, nestas breves linhas há que se falar da importância das Instituições Bancárias como um parceiro extremamente estratégico para o crescimento de uma empresa, seja ela de grande, médio ou pequeno porte.

São tantos os desafios de gestão que o empresário precisa superar para manter um negócio em operação que o relacionamento bancário acaba por ficar em segundo plano. E, hoje, para superar suas dificuldades de relacionamento e entendimento com as instituições bancárias, os empresários têm procurado consultores especializados nestes trâmites. Porém, quando chegam aos consultores já estão com o crédito comprometido e os scores deteriorados. A recomendação, dessa forma, é buscar a consultoria antes de chegar nesse ponto..

As Instituições financeiras tem o objetivo de identificar o bom cliente que honra seus compromissos, e os beneficia através da pontuação de maneira estatística, identificando a probabilidade de inadimplência.

Como se sabe, o score é uma importante ferramenta utilizada para fins de crédito e existem vários fatores para os scores serem bons, e um deles é manter o cadastro atualizado.

Quando necessitam de linhas de crédito, as empresas “descobrem” que  estão com o cadastro desatualizado e para que qualquer negociação seja feita a primeira providência do banco é solicitar essa atualização principalmente a que se refere ao faturamento da empresa nos últimos 12 meses. Negociar spread nesta situação é praticamente impossível e neste momento gera-se grande tensão para os empresários, pois é aí que o banco vai analisar o grau de endividamento da empresa.

O empresário precisa informar tudo sobre os negócios e a solidez da empresa, destacando para o gerente do banco as perspectivas para a empresa nos próximos 6 a 12 meses, isto é imprescindível.

Vale ressaltar que quem constrói a boa percepção da empresa é o próprio empresário e esta importante estratégia pode impactar para aumentar a qualidade do crédito e o poder de negociação para conquistar juros baixos.

Muitas vezes, o empresário não percebe ou não sabe que está sendo, o tempo todo, avaliado pelo banco e que o risco percebido é determinante para a aprovação de qualquer crédito.

Por tudo isso, a recomendação aqui é: melhorar cada vez mais a visibilidade da sua empresa. Como? Antecipe-se, converse sempre com o seu consultor financeiro para juntos mapear os riscos, pensar em alternativas, obter soluções integradas, inteligentes e, claro, sempre de baixo custo para que a empresa possa ter ganhos cada vez maiores no que se refere a juros baixos, créditos e serviços de qualidade.

As instituições bancárias têm uma gama enorme de serviços e nem sempre aquilo o que oferecem é o melhor para a sua empresa. Por isso, é fundamental mapear os ganhos e perdas que a empresa tem ou pode vir a ter com determinada negociação. É preciso estabelecer um plano específico seja para novas aquisições ou expansão da empresa e, neste momento, a instituição bancária, sem dúvida, pode ser o seu grande parceiro estratégico. Por tudo isso, converse sempre com seu consultor financeiro, ele saberá como te ajudar a manter um relacionamento ímpar com o seu banco.

 

Cláudia Peres Bergamini
Consultora Empresarial – Relacionamento Bancário

2 thoughts on “Como transformar a Instituição Bancária em um Parceiro Estratégico?
  1. Antônio Jose de Carvalho comentou:

    Ótima orientação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>